Alemanha multicultural: Ásia

entrevista exclusiva do gfy com o au pair world

A população alemã está tornando-se cada vez mais multicultural e diversificada. Muito lindo, não? Diversos documentários, programas e projetos sociais, assim como livros e pesquisas acadêmicas sobre o assunto vem sendo publicados/implementados nas últimas década na Alemanha. Por esse motivo, durante essa semana vou estar trazendo um pouco dessa pluralidade, algumas características culturais e comportamentais dos principais grupos imigrantes que moram aqui na Alemanha no Instagram do GFY.

Caso você perdeu, na segunda fiz uma matéria sobre os alemães de descendência africana,  terça foi a vez dos descedentes arabes e ontem falei um pouco sobre os a cultura da Uniao sovietica. Hoje vou trazer alguns vídeos que falam sobre a comunidade de alemães com descendência ásiatica e, também, mostram o ponto de vista e experiência deles sobre o assunto. Então, vamos la?

Little Tokyo: Düsseldorf

Como já escrevi uma matéria sobre o assunto, Düsseldorf possui a maior comunidade japonesa da Europa. No vídeo abaixo o alemão/japonês mostra um pouco da sua cultura, escola japonesa em Düsseldorf e seu cotidiano na Alemanha.

Para saber mais detalhes interculturais sobre os asiáticos, confira a matéria A nova Alemanha: Asiaticos.

Indianos na Alemanha: “Wir sind Deustchland”

Os indianos, grupo que juntei com as outras etnias do sul da Ásia (India, Pakistan, Bangladesh, Sri Lanka, Nepal and Bhutan), pois possuem de uma maneira geral uma cultural relativamente similar (claro que cada uma possui sua peculiaridade). Os indianos tem uma característica de serem bastante abertos e gostarem de falar (e muito) com as pessoas, sejam amigos ou desconhecidos. Caso você vá para um mercadinho indiano, você pode conversar com o dono por horas, caso ele tenha tempo. Ele vai te indicar os produtos em que você está interessado e tentar te ajudar o máximo possível. Acho as senhorinhas indianas tão fofas! (lembra muito aquelas tias do Brasil, sabe?) Já os Nepalenses tem uma características extremamente contrária, são pessoas que escutam e observam bastante e expressão a opinião deles não muito frequente.

Esse jeito alegre e receptivo de ser chegou nos taxis de Hamburg. Já pensou em pegar um taxi na Alemanha e ser recebido com música alemã no ritmo de Bollywood? Sim, na hora de inovar os indianos/alemães decidiram fazer uma ação para a copa mostrando seu amor pela Alemanha através de uma música composta por eles e apresentada durante as corridas de táxi. Resultado: Sucesso!

Confira aqui o trabalho deles. Achei muito legal! To com a musica na cabeça desde ontem >D

Para saber mais detalhes sobre a cultura indiana, confira o post A Nova Alemanha: Os Indianos.

Fiquem ligados que amanhã eu volto falando de outro grupo étnico para vocês ❤ Não deixem de participarem do sorteio do Kit do A1 em parceira com a Domi.

Namaste!

 

Advertisements

Alemanha multicultural: Uniao sovietica

fruit lovers

A população alemã está tornando-se cada vez mais multicultural e diversificada. Muito lindo, não? Diversos documentários, programas e projetos sociais, assim como livros e pesquisas acadêmicas sobre o assunto vem sendo publicados/implementados nas últimas década na Alemanha. Por esse motivo, durante essa semana vou estar trazendo um pouco dessa pluralidade, algumas características culturais e comportamentais dos principais grupos imigrantes que moram aqui na Alemanha no Instagram do GFY.

Caso você perdeu, na segunda fiz uma matéria sobre os alemães de descendência africana e na terca foi a vez dos descedentes arabes. Hoje vou trazer alguns vídeos que falam sobre a comunidade de alemães com descendência árabes e, também, mostram o ponto de vista e experiência deles sobre o assunto. Então, vamos la?

Os russos são frios? sim e não. Na verdade eles passaram muitos anos por período díficies aonde não podiam confiar nas pessoas e ao mesmo tempo, não deveriam transparecer estarem muito felizes, para evitar problemas de serem considerados suspeitos pelo governo. Os russos podem ser, de primeiro contato, “frios” e também, não são pessoas de estarem sorindo o tempo todo, como nos. Eles precisam de mais um certo tempo até eles poderem de fato integrir melhor e lhe considerarem no círculo de amizade, porém uma vez que você está dentro, eles são super legais e divertidos. Digamos que, eles também manjam um pouco no nosso “jeitinho brasileiro” de resolver as coisas.

Os russos bebem muita vodka? Bom, até agora os que eu conheci não bebem tão frequente quanto imaginamos. Pensando bem, nós também não bebemos caipirinha ou cachaça tão frequentemente. Eles bebem bastante, mas na maioria das vezes cerveja. Acompanhar eles bebendo, não é tarefa para iniciante, podemos dizer assim. Ah, eles adoram tomar chá. Para eles o chá é tão importante, quanto para nós o café. Existem diversos biscoitos e bolos russos que eles acompanham com o chá. O meu favorito é o “Russischer Zupfkuchen” (como ele se chama na Alemanha), um cheesecake de chocolate russo (Receita) ❤

Uma coisa que todo russo adora é a tal da conserva. Devido ao longo inverno e escasso acesso a frutas e verduras frescas, é bastante tradicional que durante o verão os russos plantem no jardim diversas frutas e verduras para fazerem conservas. Existem diversas receitas e cada família tem a sua própria. Caso você tenha oportunidade de ir em um supermercado russo, você irá se supreender com a quantidade de conserva que existem nas prateleiras. Uma dica que eu dou é comprar Leite Condesado russo para fazer brigadeiro, porque é muito mais barato que o Leite de Moça e é melhor que o leite condesado alemão.

Eu adoro socializar com meus amigos russos! Uma coisa que acho bastante curiosa é que na hora de beber, para eles é fundamental que tenha algum doce na mesa, especialmente fruta (maçã e tangerina). Eles, também, são muito engraçados e contam estórias super divertidas.  Garanto, que você terá assunto para a noite inteira com eles.

A maioria das mulheres russas são vaidosas e gostam de se vestirem bem. Assim como as latinas, as russas gostam de um bling bling também.

Uma coisa que eu notei é o igualdade de genêro e Homosexualidade ainda são tabu e estão em processo de devolvimento na mentalidade russas,  inclusive da nova generação. Como eu já expliquei anteriormente, a propaganda foi e ainda é a forma mais utilizada pelo governo para manter controle da população. Em conversa com a minha amiga da Ucrânia, ela me explicou que muitas vezes as mulheres russas têm um comportamento um pouco “agressivo” entre elas quando se trata de proteção do relacionamento amoroso. Ela me disse que, isso se deu em consequência do período de guerra, quando os homens iam para o campo de batalhas e nas vilas ficavam  apenas 1 homem para 20 mulheres.

stock-vector-russian-culture-icons-travel-to-russia-340817372Qual é maior diferença cultural entre russos e brasileiros? Creio que falta de senso de comunidade é fato o que mais me chamou atenção. Atualmente estou fazendo parte de um projeto de pesquisa com meus amigos russos e nosso grupo enfrentou diversos problemas devido a isso. Em conversa com minha amiga da Bielorrússia, ela me explicou que nas escolas e universidades não é comum fazer trabalho em grupo. Ela aponta o fato que por conta do medo de serem delatados e falta de liberdade no passado, o senso de comunidade ainda não pôde ser 100% desenvolvido. Para me ajudar a entender um pouco mais sobre a forma como eles pensam, encontrei no livro de House (2004), uma descrição do perfil do líder russo. O capítulo os define como autoritários e tendendo a não terem interesse na forma participativa do gerenciamento, tomando as medidas por conta própria.

Acredito que as grandes disparidades culturais nos permitem acima de tudo, crescer como pessoas e exercitar nossa tolerância. Quero, novamente, lembra-los que essa foi a minha experiência até então e que não existe algo como generalização, ou clichês culturais. A cultura soviética de uma forma geral, é muito rica e diferente e temos muito a aprender com eles também. Me sinto privilegiada de ter esses laços.

E você, caro leitor(a), já teve contato com alguém proveniente dessa cultura? Quais foram as suas impressões?

Tchüss

Alemanha multicultural: Árabes

fruit lovers (1)

A população alemã está tornando-se cada vez mais multicultural e diversificada. Muito lindo, não? Diversos documentários, programas e projetos sociais, assim como livros e pesquisas acadêmicas sobre o assunto vem sendo publicados/implementados nas últimas década na Alemanha. Por esse motivo, durante essa semana vou estar trazendo um pouco dessa pluralidade, algumas características culturais e comportamentais dos principais grupos imigrantes que moram aqui na Alemanha no Instagram do GFY.

Caso você perdeu, ontem fiz uma matéria sobre os alemães de descendência africana. Hoje vou trazer alguns vídeos que falam sobre a comunidade de alemães com descendência árabes e, também, mostram o ponto de vista e experiência deles sobre o assunto. Então, vamos la?

Hijab ou sem Hijab?

O Hijab, mais conhecido como lenço muçulmano que as mulheres utilizam para cobrir o cabelo, vem trazendo diversas polêmicas entre a comunidade ocidental. O Irã foi um dos primeiros países muçulmanos a trazer uma versão fashion nessa tradição. Atualmente, Hijabistas (Hijab+fashionistas) estão inovando a arte do Hijab e movimentando o mercado fashion dentro as mulheres mulçumanas. Para falar sobre o assunto a repórter Ariane Alter foi conversar com a modelo e fashion designer alemã-algeriana, Meriem Lebdiri. Na entrevista abaixo, ela explica um pouco sobre o tema e fala sobre racismo na Alemanha.

Hijab x imersão ao mercado de trabalho alemão

Nessa matéria o jornal alemão mostra a dificuldade de integração no campo de trabalho das alemães que usa o Hijab.

Qual é a minha casa?

Um dos grandes dilemas enfrentados pelos alemães com descendência internacional é a falta de sentimento de casa. Racismo, a dificuldade de integrar-se ao sistema educacional/profissional e falta de identificar-se com a cultura do pais são os principais fatores que estão levando esse alemães a irem morar no país da sua descendência. Esse fenômeno não acontece apenas com os árabes não, ok? (vou trazer estaticistas sobre o assunto nos próximos dias). No vídeo abaixo a jornalista turca investiga esse fenômeno que começou a acontecer nos últimos anos na Alemanha.

Berlin Graduate School Muslim Cultures and Societies

A universidade de Berlin oferece cursos acadêmicos e desenvolvem pesquisas sobre a religião  e cultura muçulmana. Para mais informações confira no website da faculdade.

Fiquem ligados que amanhã eu volto falando de outro grupo étnico para vocês ❤ Não deixem de participarem do sorteio do Kit do A1 em parceira com a Domi.

VG

Alemanha multicultural: África

fruit lovers

A população alemã está tornando-se cada vez mais multicultural e diversificada. Muito lindo, não? Diversos documentários, programas e projetos sociais, assim como livros e pesquisas acadêmicas sobre o assunto vem sendo publicados/implementados nas últimas década na Alemanha. Por esse motivo, durante essa semana vou estar trazendo um pouco dessa pluralidade, algumas características culturais e comportamentais dos principais grupos imigrantes que moram aqui na Alemanha no Instagram do GFY.

No post de hoje, vou trazer alguns vídeos que falam sobre a comunidade de alemães com descendência africanas e, também, mostram o ponto de vista e experiência deles sobre o assunto. Então, vamos la?

May Ayim & seu legado

Creio que não há como falar da comunidade negra alemã, sem mencionar a maravilhosa May Ayim (confira aqui a matéria que escrevi contando um pouco da estória e trabalho dela). Frau Ayim foi uma professora acadêmica e ativista, natural da cidade de Hamburgo, que lutou a sua vida contra o racismo na Alemanha e fundou a Initiative Schwarze Menschen in Deutschland (Iniciativa para pessoas com descendência africana na Alemanha).

Afro Deutschland

A jornalista alemã (HH) Jana Pareigis  fez um documentário para a Deutsche Welle sobre a Alemanha africana, contando um pouco sobre os alemães descendentes de africanos, racismo e desmitificando o “conto de fadas” que a Alemanha é branca. Confira abaixo o video maravilhoso dela:

Schwarz Rotgold

O jornalista alemão, também de Hamburg, fez um projeto chamado “Schwarz Rotgold” no qual ele viaja pela Alemanha para conversar com alemães negro e contar um pouco da estoria deles na Alemanha. Abaixo o meu vídeo favorito da série:

Ich bin Schwarz!

Esse vídeo é uma reportagem bem interessante no qual mostra o ponto de vista de jovens negros na Alemanha e o racismo no seu cotidiano.

BGHRA

E para finalizar, não posso deixar de falar sobre estudos e pesquisas, né amores? O BGHRA (Black Germans heritage & Research Association) é uma organização que organiza diversas conferências e, também, financia pesquisas sobre o tema na Alemanha. Para saber mais sobre o programa deles, confira aqui.

Fiquem ligados que amanhã eu volto falando de outro grupo étnico para vocês ❤ Não deixem de participarem do sorteio do Kit do A1 em parceira com a Domi.

VG

Livros de exercícios de gramática para estudar alemão recomendados pela Domi

 

fruit lovers (1)

Moin Moin,

Como prometido durante o especial sobre estudante de idiomas na Alemanha. Hoje vamos fazer uma lista de algumas gramáticas e livros de exercícios para te ajudar durante o processo de aprendizagem do idioma do Goethe. Para me ajudar nessa matéria, eu convidei uma especialista no assunto, a Domi do @domionlineteaching. Domi é brasileira , professora de alemão e tem uma conta no instagram com publicações diárias de execícios/dicas de alemão/holandês/inglês, assim como oferece aulas online de alemão para todos os níveis.

Antes de começar, gostaria de comentar sobre a minha conta do GFY no  instagram, onde abordo  semanalmente diversos temas relacionados a vida e estudos na Alemanha – confira as dicas lá também! E ainda tem sorteio rolando,  não percam a oportunidade de levar pra casa o kit do nosso sorteio “Willkommen in Deutschland”, onde vamos estar presenteando @ sorteiad@ com um kit de alemão para o nível iniciante (A1). Confira também o meu canal do Youtube com um conteúdo complementar feito especialmente para ajudar vocês ❤

***ISBN é o código do livro

1. Klipp und Klar, Teil: A1/B1 mit Lösungen : Übungsgrammatik Grundstufe Deutsch in 99 Schritten (ISBN-10: 9783126753227)

WhatsApp Image 2018-11-03 at 10.18.16 AM

 

 

Essa gramática é maravilhosa para os que estão no nível básico de alemão (até o B1). Eu, pessoalmente, tenho uma em casa e estou sempre revisando e fazendo os exercícios.

 

 

 

 

 

 

2. Lehr- und Übungsbuch der deutschen Grammatik (ISBN-10: 9783194072558)

WhatsApp Image 2018-11-03 at 10.16.36 AM

 

 

 

Essa gramática é bem completa e possui exercícios que vão do A1 até o B1 de alemão.

 

 

 

3. Schritte Übungsgrammatik: Deutsch als Fremdsprache (ISBN-10: 9783193019110)

02

 

 

Livro de exercício para os que estão aprendendo o A1 até o B1.

 

 

 

4. Hammer’s German Grammar and Usage (ISBN-10: 9781138853713)

WhatsApp Image 2018-11-03 at 10.17.14 AM

 

Gramática de alemão com explicação em inglês. Esta gramática é um pouco mais elaborada e requer que o aluno já esteja no nível A2, pelo menos.

 

 

 

5. A‑Grammatik: Übungsgrammatik Deutsch als Fremdsprache

6b313841-a70f-40e4-a462-a75f123cc20b

 

Série de exercícios de gramática em alemão que são divididos em três livros de acordo com o nível: A (A1 e A2), B (B1 e B2) e C (C1 e C2).

Livro A: ISBN-10: 9783941323094
Livro B: ISBN-10: 3941323105
Livro C: ISBN-10: 3941323113

 

 

6. Übungsgrammatik für die Grundstufe (ISBN-10: 9783922989707)

03

 

Livro de exercício de gramática do nível A2 até o B2. Ótima para quem gosta de aprender por repetição!

 

 

 

 

7. Grundstufen‑Grammatik für Deutsch als Fremdsprache (ISBN-10: 3190015759)

26

Conteúdo básico, podendo ser utilizada por iniciantes também.

 

 

 

 

 

 

8. Lern- und Übungsgrammatik Deutsch als Fremdsprache (ISBN-10: 341175012X)

303

 

 

 

 

 

 

 

Bom, por hoje é só. Desejo a todo mundo boa sorte no processo de aprendizado! Du schaffst das schon! Fiquem ligados que em breve volto com mais matérias e dicas sobre o tema no blog e no Instagram também.

VG

Sorteio “Willkommen in Deutschland”

SORTEIO WILLKOMMEN IN DEUTSCHLAND

Moin moin! O@germanyforyoubr em parceira com o @domionlineteaching estará sorteando um Kit “Willkommen in Deutschland” para nossos seguidores que estão iniciando o processo de aprendizagem do idioma do Goethe 📚🇩🇪🗣

O Kit contém: .
📚 1 livros de exercícios do A1 do acervo pessoal da Domi.
.😅 1 dicionário pocket de alemão/português da Langenscheidt
❤Goodies
.
.
🇧🇷 Para tentar ganhar esse combo, você precisa seguir as regras:⠀

1.👍 Curta esse post (POST OFICIAL)🛎 Siga @germanyforyoubr e o @domionlineteaching
.
2.✍ Em um ÚNICO comentário .👉 marque 2 amigos + sua palavra favorita em alemão
.
3.⚠⚠⚠É obrigatório marcar 2 amigos e comentar uma palavra em alemão.

4.‼Perfis de famosos, perfil próprio e spams não serão aceitos e o seu comentário será DELETADO!‼
.
5. Não marque quem te marcou ou seu comentário será DELETADO! .
.
.👉 Você pode participar do nosso sorteio até o dia 12 de novembro de 2018 (17h00, horário de #Berlim).

Boa sorte pessoa!

VG

Semana especial do GFY: Alemanha multicultural

entrevista exclusiva do gfy com o au pair world

Moin Moin,

A população alemã está tornando-se cada vez mais multicultural e diversificada. Muito lindo, não? Diversos documentários, programas e projetos sociais, assim como livros e pesquisas acadêmicas sobre o assunto vem sendo publicados/implementados nas últimas década na Alemanha. Por esse motivo, durante essa semana vou estar trazendo um pouco dessa pluralidade, algumas características culturais e comportamentais dos principais grupos imigrantes que moram aqui na Alemanha no Instagram do GFY.

Aos que ainda não me conhecem, me chamo Lucé, uma mestranda na Alemanha que compartilho um pouco da minhas experiencias e perrengues na terra do Goethe via matérias no blog, Instagram e, também, no canal do Youtube.

A cada dia da semana vou estar trazendo algumas estatísticas e curiosidades sobre essa nova geração de alemães e, também, alguns artistas e projetos super interessante sobre o assunto. Então fiquem ligados nas matérias e deixem seu comentário e experiência sobre o assunto.

VG aus Düsseldorf